Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Arrecadação do ICMS

O Rio Grande do Sul ocupa a quarta posição quanto à arrecadação nominal do ICMS entre os estados brasileiros

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS é o principal tributo estadual e incide sobre a movimentação de produtos no mercado interno e sobre serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação. Esse imposto incide também sobre os bens importados em geral, a fim de promover tratamento tributário isonômico para os produtos importados e os nacionais¹. É basicamente um imposto sobre o consumo, dependente do pleno emprego e da renda das famílias. 

Comparativamente aos demais estados brasileiros, o Rio Grande do Sul ocupa a quarta posição em relação a arrecadação nominal do ICMS, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. No que se refere a distribuição geográfica, a arrecadação do ICMS no Estado segue a concentração da população e das atividades econômicas, especialmente no Eixo Porto Alegre-Caxias do Sul. Do total arrecadado no Rio Grande do Sul, os setores Secundário, Terciário e de Petróleo, Combustíveis e Lubrificantes são os que geram os maiores montantes. 

¹Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Evolução da arrecadação nominal do ICMS no RS 2000-2015 (R$ Bilhões)
Evolução da arrecadação nominal do ICMS no RS 2000-2015 (R$ Bilhões)
Fonte: FEE RS

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul