Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Balança Comercial

O saldo da balança comercial do RS manteve-se positivo no período 2000-2014

O saldo da balança comercial resulta da diferença entre as exportações e importações. O saldo é considerado positivo quando temos valores das exportações maiores que o das importações - superavit e, negativo, quando os valores das importações são maiores que os das exportações - déficit.

A balança comercial brasileira, resultado da relação entre exportações e importações de bens e serviços com outros países, no período 1998-2014, registrou saldo negativo no período 1998- 2000, recuperando-se logo em seguida até atingir, em 2006, seu maior valor: US$ 46,4 bilhões FOB. Após 2006, no entanto,  houve queda dos valores, porém, mantendo sempre o saldo positivo, até o ano de 2014, quando o saldo foi de US$ -3,9 bilhões. De outro lado, considerando a composição das exportações brasileiras, atualmente o aumento da participação de commodities revela a perda de competitividade de outros setores de produção de bens e serviços e uma tendência a chamada primarização das exportações* brasileiras e gaúchas. 

A balança comercial do Rio Grande do Sul, no período 1998-2014, registrou seu menor saldo no ano de 2000, recuperando-se logo em seguida até atingir, em 2004, o valor de US$ 4,6 bilhões FOB. Os anos de 2005, 2008, 2010 e 2012 registraram queda dos valores, porém, mantendo sempre saldo positivo. O maior saldo no período ocorreu no ano de 2013, quando o Estado alcançou US$ 8,3 bilhões FOB. 

Com exceção dos anos de 2009, 2010, 2012 e 2014, os valores das exportações do Estado foram crescentes durante todo o período, passando de US$ 4,3 bilhões em 2000 para US$ 18,7 bilhões em 2014. O valor das importações também cresceu no período, passando de US$ 4 bilhões para US$ 15 bilhões, com oscilações nos anos de 2002, 2009, 2010 e 2012. No entanto, em relação às exportações brasileiras, o Rio grande do Sul apresentou decréscimo significativo de participação no período, passando de 11% em 1998 para 8,3% em 2014. Também nas importações brasileiras o Estado apresentou decréscimo de participação, passando de 7,5% em 1998 para 6,5% em 2014.

 

* IPEA. Exportações - O avanço das commodities. In: Revista Desafios do Desenvolvimento Ano 9 . nº 74. 2012.

Evolução da Balança Comercial BR - 2000-2014 (US$1.000 FOB)
graf brasiLbalanca comercial 98 2014

Fonte: MDIC. Estatísticas de Comércio Exterior

Evolução da Balança Comercial RS - 2000-2014 (US$1.000 FOB)
graf rs balanca comercial 98 14

Fonte: MDIC. Estatísticas de Comércio Exterior

Participação do RS nas exportações e importações do BR - 2000-2014 (%)
graf rs part imp exp 98 14


Fonte: MDIC. Estatísticas de Comércio Exterior

Arquivos para download

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul