Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Consumo de energia

A indústria é o setor que mais consome energia elétrica no RS

O crescimento econômico tem um relevante papel no crescimento da demanda de energia. No Brasil e no Rio Grande do Sul o aumento do PIB é acompanhado pelo aumento dos níveis de consumo de energia elétrica, petróleo e gás natural. A grande crise do setor elétrico, ocorrida no país no início dos anos 2000, por exemplo, alertou para problemas de continuidade no fornecimento de energia e para a importância do aumento da capacidade de geração, transmissão e distribuição. Desde então, medidas de ampliação da capacidade geradora de energia elétrica nos últimos dez anos conduziram o estado a um crescimento de 67,3% na sua capacidade de atendimento. No que se refere a demanda máxima houve também um crescimento significativo de 56,9%, equilibrando a relação entre a oferta e demanda de energia.

Quanto ao perfil do consumo de energia elétrica no estado, a indústria é o setor de maior consumo, com 38,6%. O setor residencial, 2º no ranking, consome 24,4%; o comercial 15,7%; o agropecuário 12,9% e o restante  8,4% é consumido pelo setor publico e de transporte. Em 2011, os energéticos mais consumidos no Rio Grande do Sul eram os derivados do petróleo e gás natural com 58,7% e 30,2%, respectivamente. A energia elétrica era o 3º energético mais consumido no Rio Grande do Sul , representando 7,6% do total consumido em tonelada equivalente de petróleo (tep). Em 4º estavam os produtos da cana-de-açucar com 2,4%*.

A Refinaria Alberto Pasqualini - REFAP em Canoas e a Refinaria Riograndense em Rio Grande, são as responsáveis pelo total do refino do petróleo no Rio Grande do Sul. Em 2011, ambas processavam 165.147 barris/dia, o que correspondia a 8,8% da capacidade nominal nacional. Os principais derivados extraídos são: óleo diesel, óleo combustível, gasolina, gasolina de aviação, gás liquefeito de petróleo - GLP e querosene. O maior consumo de combustíveis derivados do petróleo, com exceção do óleo diesel, ocorre nos principais centros urbanos do Estado onde circula grande parte da frota de veículos. O consumo de óleo diesel distribui-se mais uniformemente pelos municípios, principalmente, devido também a sua utilização nas atividades rurais, com destaque para a lavoura arrozeira.
CEEE/Balanço Energético do RS 2012: ano base 2011
Evolução da capacidade de atendimento à demanda de energia elétrica no RS - 1999 a 2012
Evolução da capacidade de atendimento à demanda de energia elétrica no RS - 1999 a 2012

Fonte: CEEE/Balanço Energético do RS 2012: ano base 2011

Percentual de consumo de energia elétrica por setor da economia e distribuidora em 2011
Percentual de consumo de energia elétrica por setor da economia e distribuidora em 2011

Fonte: CEEE/Balanço Energético do RS - 2012: ano base 2011

Arquivos para download

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul