Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Produtos Alimentícios e de Bebidas

A indústria gaúcha de Bebidas é a segunda colocada no ranking dos estados brasileiros em número de estabelecimentos

No Brasil, a indústria de Produtos Alimentícios apresenta elevada dispersão territorial, embora se destaque nas regiões Sudeste e Sul do país. Em 2015 o Rio Grande do Sul apresentava uma participação de quase 10% no total de estabelecimentos e de aproximadamente 8% no total do número de empregados, ocupando a 3ª e 4ª colocações, respectivamente, em número de estabelecimentos e de empregados entre os 27 estados brasileiros.   

No Rio Grande do Sul, a indústria de Produtos Alimentícios também apresenta elevada dispersão territorial , com estabelecimentos em 419 dos 497 municípios gaúchos. Em 2015, existiam 4.465 estabelecimentos - 11% do total de estabelecimentos industriais do Estado - os quais empregavam 125.255 pessoas - 18% do total de empregados na indústria do Estado. Os municípios de Porto Alegre, Pelotas e Caxias do Sul concentravam 14% dos estabelecimentos deste segmento. No que se refere aos empregos, os municípios de Lajeado, Caxias do Sul, Erechim e Pelotas concentravam 17% do total do segmento.

A indústria de Bebidas apresentava, no Brasil, em 2015, 2.455 estabelecimentos e 129.833 empregados. Embora se destaque nas regiões Sul e no Sudeste do país, também possui grande importância nos estados de Pernambuco, Ceará e Bahia.  O Rio Grande do Sul apresentou em 2015 uma participação de aproximadamente 14% no total dos estabelecimentos e 8% no número total de empregados, ocupando a 2ª e 3ª colocações, respectivamente, em número de estabelecimentos e de empregados entre os 27 estados brasileiros. 

No território do Estado, a indústria de Bebidas apresenta-se bastante concentrada, com estabelecimentos em apenas 98 dos 497 municípios gaúchos. Em 2015, existiam 345 estabelecimentos que empregavam 10.559 pessoas, 1% do total dos estabelecimentos e dos postos de trabalho da indústria. Na última década, o segmento de ponta é a produção de vinhos, espumantes e sucos que vem conquistando importantes espaços tanto no mercado brasileiro quanto no mercado exterior. De acordo com o Instituto Brasileiro do Vinho - IBRAVIN, no Estado do Rio Grande do Sul encontra-se a maior e mais importante região vinícola do Brasil, respondendo por cerca de 85% da produção nacional. Do conjunto de municípios, destacam-se, em número de estabelecimentos, Flores da Cunha, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Porto Alegre e Garibaldi, que concentravam  46% dos estabelecimentos do segmento. Porto Alegre, Bento Gonçalves, Flores da Cunha, Sapucaia do Sul e Santa Maria concentravam 53%  dos postos de trabalho. 

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul