Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Cooperativismo na produção agropecuária

O cooperativismo é um importante elemento na organização produtiva agropecuária do RS

O cooperativismo é um instrumento de organização econômica da sociedade, com origem na Europa do século XIX, caracterizando-se como uma forma de ajuda mútua através da cooperação e da parceria entre um grupo de pessoas para satisfazer necessidades comuns de ordem econômica, social ou cultural.

As cooperativas de produção rural caracterizam-se pelos serviços prestados aos seus associados como: compra de insumos e equipamentos; armazenagem; industrialização e/ou comercialização da produção; prestação de assistência técnica aos cooperativados, entre outros serviços. 

No Rio Grande do Sul, a produção agropecuária da agricultura familiar apresenta forte influência do cooperativismo trazido pelos imigrantes europeus. No entanto, esta forma de organização para a produção também se verifica na agricultura não familiar, principalmente, no setor de produção de grãos. A distribuição dos estabelecimentos com produtor associado à cooperativa ou à cooperativa e entidade de classe no RS, segundo o Censo Agropecuário 2006, reflete esta realidade da organização produtiva.

Em 2006, 159.780 estabelecimentos rurais no RS contavam com produtor rural associado a cooperativa ou a cooperativa e entidade de classe - 29% do total do Brasil que era de 549.077. Em 2010, haviam no Estado 217 sedes de cooperativas de produção agropecuária e 11 sedes de entidades representativas de cooperativas. O papel do cooperativismo no Estado é maior do que no restante do país. Por exemplo, na produção de milho, a venda para cooperativas está em segundo lugar, superada somente pelo consumo interno à propriedade. Em relação à soja, cerca de 65% da produção é direcionada às cooperativas, assim como o trigo. No arroz cerca de 30% é direcionado às cooperativas para comercialização*.

* Morlin, Pederiva & Waquil. Destino da produção agrícola: uma análise comparada entre o Rio Grande do Sul e o Brasil. 20p. In: FEE (site FEE).

Arquivos para download

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul